GESTÃO PEDAGÓGICA - Como garantir padrão de qualidade?

Atualizado: 24 de Mai de 2019



Garantir padrão de qualidade é a dimensão fundamental da Gestão Escolar, porque diz respeito à finalidade da educação.

Antes de mais nada, é preciso entender que o conceito de qualidade está relacionado com as expectativas da famílias. Não adianta a escola incluir vários projetos e aumentar os custos e refletir na mensalidade se a família espera apenas que o filho seja aprovado no Enem. Faz sentido? Vamos trazer um exemplo: se você quer um aparelho de celular para usar redes sociais, wazy, e-mail e falar, um celular com bateria longa e que custa R$ 800,00 atende suas expectativas. Se a marca x oferece e após um ano atendeu suas necessidades, logo, você adquiriu um produto de qualidade. Agora, se eu oferecer um aparelho de R$4.200,00 que ofereça a mesma coisa, acredito que você não queira comprar se eu não mostrar vantagens superior ao modelo anterior. É esse erro que acontece com muitas escolas, não buscam entender de fato o que a família espera da escola e não alinham o padrão da qualidade as expectativas os pais e dos alunos.

“Quando falamos em educação, focamos na figura do professor, que é o ator principal do processo e é quem tem contato direto com os alunos”. Mas, assim como em qualquer organização humana, por trás dos talentos individuais é preciso haver uma gestão que oriente os esforços e dê sentido ao todo. Nas escolas é o diretor” Gustavo Ischope – Jornalista que visitou várias escolas.

Ao gestor educacional cabe encontrar no seu espaço, com seus colaboradores, o caminho para construção de uma escola que atenda às expectativas de sua comunidade. A responsabilidade do gestor começa na matrícula e nas expectativas que a família espera da escola no final do ciclo educacional. E para tanto será preciso gerir todos os processo para que o objetivo final seja cumprido. E ao tocante ao resultados é primordial que o gestor de escolas particulares gerem resultados positivos no caixa da instituição para que garanta a continuidade do ciclo educacional, sobretudo, com investimentos significativos em contratação de excelentes professores, tecnologia educacional, infraestrutura entre outros fatores que viabiliza a missão da escola.

O legado de um gestor deverá a ser o fato de ter transformado as coisas em melhores do que eram antes, quando ele as recebeu”. Lu Lacocca

Pois bem, mas como o gestor pode gerir e transformar uma instituição sem indicadores de qualidade? como remar sem saber o rumo pelo qual devo seguir para garantir conformidades?

Em todos os eventos na qual temos participado acontece amplas discussões sobre a qualidade da educação, no entanto, ainda não está claro como podemos entregar educação com o padrão esperado.

O primeiro passo para seguir em direção ao rumo da qualidade é desenvolver os pilares que sustentam a visão da escola. Por exemplo: se a proposta pedagógica do colégio for educar para a vida, quais são os pilares que sustentarão a proposta ao longo dos anos? Com base nos pilares de sustentação quais projetos a escola deverá adotar?


Com base nos Pilares, o Segundo passo é criar uma plano de ação amplamente democrático para corrigir, criar e melhorar processos, bem como executa-los com eficiência. Todo foco da escola será norteado pelos Pilares que sustentarão a proposta pedagógica. Cabe então a equipe gestora definir quais pilares sustentam a missão da escola. No exemplo acima, podemos entender que para educar para a vida é preciso entregar uma educação integral, incluindo todos os fatores importantes para o aluno se tornar um cidadão preparado para os desafios da sociedade no século 21. Logo, para que isso aconteça é preciso realizar formação continuada ao time de professores e fornecer recursos necessários para o trabalho em sala de aula. Para atender a triangulação, é preciso participação ativa das famílias no processo de ensino e aprendizagem.

O Terceiro Passo é medir os resultados, reconhecer os esforços e traçar novos desafios, incentivando a qualidade continua.

E tudo isso isso é resultado de um programa de gestão da qualidade, na qual é preciso adotar medidas e processos sistêmicos para entusiasmar alunos, pais, professores e todos os colaboradores de nossas escolas a alcançarem melhores padrões de qualidade. Temos que lembrar que o padrão de qualidade deve estar alinhado com as expectativas dos pais e alunos.



João Maurício é Consultor em Gestão Escolar, formado em Administração de empresas com MBA em Marketing, estudando MBA em Gestão Escolar pela ESALQ USP. Atua na implantação de certificação da qualidade e em pesquisa de mercado com desenvolvimento de estratégias competitivas. Desenvolve estudos sobre Competitividade, Qualidade, Crédito e Cobrança para Instituições de Ensino Básico.

#Qualidade